segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

OBRIGADO!

To: You!

E não me canso de agradecer mais e mais e mais uma vez e outra vez mais, toda a vossa solidariedade, cumplicidade e amizade!
Cada um ajuda com o que pode e como pode!
Basta uma palavra, um texto a divulgar o caso, uma sugestão... e já estamos a contribuir para que esta família, tenha melhor qualidade de vida!
Claro que se forem alimentos, roupa, é muito melhor Mas cada um faz o que pode, como já disse anteriormente!

A todos os comentários que foram deixados, nos últimos posts, resolvi por uma questão de dignidade, responder por email, pessoalmente! Esclareci todas as dúvidas, enviei os dados que me solicitaram.

Quero deixar aqui um agradecimento especial à Alice, que no próprio dia em que divulgámos esta situação, foi a casa da mãe destes meninos e colocou-lhes um jantar, em cima da mesa! Alice, és grande!

Quero deixar um grande abraço cúmplice à Belle du Jour, pois ela mais do que ninguém, compreendeu esta situação e divulgou-a, com o coração nas mãos! Para entenderem do que falo, leiam os seus últimos posts! Belle du Jour, és grande!

Quero deixar um grande abraço, à Flor de Jasmim que com toda a dignidade nos deixou divulgar o caso da sua família. E eu acredito que não tenha sido fácil, pois só depois de falar com ela ao telefone três vezes, é que ela acedeu à divulgação de toda a situação! Flor de Jasmim, és grande!

Como o meu acesso à net, neste momento é limitado, deixo aqui a todas/todos os que divulgaram a situação e contribuíram de qualquer modo, o meu OBRIGADO.

Para qualquer esclarecimento adicional, deixo mais uma vez o email da Adélia:  adeliaasousa@sapo.pt


Adenda: E já sei o que se passou com a Pepa! E não parecendo nada, como estas duas situações se tocam!!
Já pensaram nisso? 
E Maria Pitufa, já sei quem é o Sr. Mário e o seu cão Tom! Maria Pitufa,  tu também és grande!! 

6 comentários:

Ovelha Flor Guerreira disse...

Eu achei esta onde fantástica. Mostra que há pessoas com coração do tamanho do mundo. Eu contribui como pude...espero que tenha chegado ao destino!

Anónimo disse...

Tal como já disse à Belle, não são necessários agradecimentos. Não há quase nada tão difícil de ouvir (ou ler) como dizerem-me que têm fome. Dói!

Nunca passei por isso, e não quero que ninguém passe também. Obviamente não sou salvadora do mundo, mas se todos nós pudermos fazer um bocadinho por quem precisa, porque devemos ter os braços cruzados e ignorar?

Quando soube onde era, a minha preocupação foi pensar em que tivessem o jantar daquele dia e mais alguns elementos básicos como pão ou leite.

Sabes, quando damos para o banco alimentar é natural que escolhamos alimentos que não sejam perecíveis. Mas aqui foi possível mais que isso, dada a urgência e ter sido entregue em mão. Fiquei tão contente. Quando jantei em casa as lágrimas correram pela minha face abaixo. Não fiz nada demais querida Manuela, gostaria de ter dado tanto mais.

Fico contente por haver tão grande onda de solidariedade. O facto de viver relativamente perto, vai permitir-me entregar alguns alimentos frescos. Algo que não tive tempo para fazer na sexta.

Sei que custa dizer que estamos a passar mal, mas sem isso não é possível ajudar. Com muito ou com pouco, o que interessa é ajudar.

beijinho, querida Manuela

"Alice"

perdoa-me o anonimato, mas prefiro assim. As boas acções não se medem por quem somos, mas sim pelo fim que alcançam.

cantinho disse...



Estarei aqui, se for necessárui mais alguma ajuda.

Alice, o gesto foi muito bonito.

Beijinho a todas.

cantinho disse...


* necessário

Paula Nogueira Guerra disse...

E vivam os mimos que cada um pode e consegue dar :)

Cynthia disse...

Cheguei a este blog e a mais uns quantos pela onda de solidariedade com esta família. Tb já contactei a Adélia e divulguei o mais q pude. Gostei do blog e vou seguir!