quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Another day!


Por vezes as pessoas que mais gostamos, são as que mais nos magoam...e é por tanto as amarmos que o nó no peito, não se desfaz tão facilmente.
Comigo acontece por vezes com pequenos nadas, naquela palavra dita na hora errada, no gesto de impaciência, na falta de tempo para nos ouvirem, na face sisuda que se me depara, nos silêncios prolongados...
Acontece convosco, também?
Encarpela-se o sentir, momentâneamente... todavia, amanhã é um novo dia!

43 comentários:

Nina disse...

Claro que acontece, minha querida. E eu sou tão sensível!
É por isso que eu venero a palavra "perdão".
Força!
Amanhã é outro dia!:)
bji gde

Doce disse...

Claro que sim, mas por vezes tb somos nós que valorizamos em demasia tudo isso. E nem sempre esses silêncios, palavras mal ditas e falta de tempo são intencionais:)

Helena disse...

Claro, mas eu queixo-me logo! Procuro saber sempre o que se passa, a comunicação é muito importante e aprender a pedir desculpa também. :)
Amanhã é um novo dia, mas essa mágoa não deve ficar. Por mais pequenina que seja, pode tornar-se num acumulado de ressentimentos. Beijinhos! (os beijinhos resolvem tudo e, com o tempo, as pessoas esquecem-se disso)

Carla Isabel disse...

UI é verdade sim, eu também sou assim.

Calma, tudo se resolve!

Autora de Sonhos disse...

Oh querida...se acontece, fico tão mal!
E fico pior ainda quando, depois de pedir desculpa, sinto a pessoa magoada comigo.
Beijinho

Tuquinha disse...

Tantas, mas tantas vezes........´é uma sensação horrível.
Beijinhos carinhosos

Rita G. disse...

Claro que sim, é inevitável. Custa bastante, mas depois há um gesto de carinho, uma palavra que nos deixa com os sorriso nos lábios, e tudo volta a estar sobre rodas. A vida e as relações são mesmo assim, como uma montanha russa, cheia de altos e baixos! bj:)

Claudia disse...

Pois é, também me acontece... Minha querida, muito obrigada pelas palavras que me tens deixado, pela força... beijinhos grandes

maria teresa disse...

Claro que acontece querida! Por muito ligadas que as pessoas que se amam estejam ( pode ser relação mãe/filho, homem /mulher,...não interessa)são seres individuais que têm uma gavetinha só deles, às vezes a gavetinha emperra! A inversa também é verdadeira, acredite...mas nós podemos não dar por isso.
Abracinho meu.

Anira the Cat disse...

Quando se gosta, sofre-se mais com as ofensas (reais ou imaginárias), por mais pequenas que sejam... Mas também se aguenta e se perdoa mais... Acho que é algo que se passa com toda a gente, pelo menos comigo é assim.

Bjokas

Bella disse...

Claro que acontece. Quando são pessoas que realmente gostamos, é normal ficar-mos mais magoadas do que o habitual, mas rapidamente passa, exactamente pelo mesmo motivo;)
Bjokas

Nokas disse...

Acontece sim, e por gostarmos tanto dessa pessoa é que dói tanto! Mas rapidamente passa :)

*S* disse...

A mim acontece-me tantas mas tantas vezes! Se calhar por ser muito impulsiva e por ter o coração demasiado perto da boca! Depois arrependo-me, e por vezes muuuuito!! =/
Beijinho

MARIINHA disse...

Então não. Julgavas que eras só tu?
Acontece com toda as pessoas, creio eu, ficarmos mais sentidos com aqueles que mais gostamos. Esses é que nos magoam, as coisas que as outras pessoas de fora deste círculo, nos possam fazer ou dizer, não tem a mesma importância.

Beijinhos amiga

Pratos da Bela disse...

E ainda não cagas-te para isso??????
Estou admiradinha, até pareces irreconhecivel...
A VIDA NUNCA FOI FÁCIL, APENAS BELA....
PONTE FINA, NÃO QUERO NADA DE LAMECHICES.
PARA QUEM TE LIXOU, PERTO DA TUA SOLA AINDA EXISTE MUITO ESPAÇO, OU NÃO?????
AQCHO QUE ANDAS COM FALTA DE CHOCOLATE, TENHO QUE ME APRESSAR, AI A VIDA....
JINHOS FOFOS

flor de jasmim disse...

Querida Manuela
Finalmente acabei de ler o teu post, ao fim de quatro ou cinco tentativas não sei bem, estou lavada em lágrimas. Eu ando a sofrer tanto mas tanto, como nunca pensei um dia vir a sofrer, além de já ter sofrido muito, mas existem sofrimentos que pela lei da vida, como a perca de quem amamos e que nada podemos fazer contra isso, agora alguém que mais amamos fazer-nos sofrer dia após dia é demais acredita, não conseguem ter inteligência para aproveitar e viver a vida curtir viver o nosso amor enquanto podemos custa tanto amiga,Querida só te consegue magoar quem tu gostas, ou quem amas. Para não sofrer é preciso não amar. Desculpa querida sou péssima conselheira pelo menos hoje. Um abraço quero que o sintas,sei que é dificil mas pode ser confortante.
Beijinho amiga

carol disse...

Acontece... às vezes, acontece entre mãe e filha! Dói um bocado e... depois logo passa!
E é mesmo assim: Tomorrow is another day! - já lá dizia a Scarlet do Gone with the Wind.

Precis Almana disse...

Acontece e às vezes é pelas "melhores" razões. É porque sabem que gostamos tanto delas que elas podem fazer isso sem que deixemos de gostar. Às vezes também faço. Não é de propósito, é como se quando gostamos muito houvesse um dispositivo qualquer que está desligado para sermos naturais e, dessa naturalidade, saem acções mais impensadas. E depois, quando recolocados os pratos da balança, vemos que não vale a pena, pedimos desculpa e fica tudo bem (se forem as tais coisas pequenas). Depois também há dias em que estamos mais sensíveis, é preciso "dar o desconto".
Até amanhã mais bem disposta!

Rita & os Tachos disse...

Quando isso acontece basta uma noite de sono e puuff! No dia a seguir desaparece essa dor que não mata mas moí!

Dear Daisy disse...

Ai se acontece, querida Manuela...
Beijinhos gordos

luisa disse...

Dói mais precisamente por acontecer com quem mais se ama. Mas por tanto se amar é que se ultrapassa tudo, não é?

Ana disse...

Olá!
Acontece-me muito porque na minha familia somos todos muito frontais. A verdade é que nem sempre cai bem mas no di a seguir ´+e como se nada fosse;)
Beijinhos

AVOGI disse...

MANELA
temos de entende que nem sempre as pessoas estão nos seus dias epor isso o semblante carregado pode nao ser por nós mas por qualquer momento que custou a passar. mas nós mulheres temos a ideia que sempre o marido deve sorrir para nós (neste caso refiro-me a marido , mas pode ser qualquer pessoa) e quantas vezes nós reagimos ou fizemos tal coisa igual??
deixa que te diga que eu sou assim por vezes uma
palavra mal dita não encaixa bem comigo.
tudo o passa e como dizia Scarlet do filme "E tudo o vento levou" Tomorrow is another day
kis Bom Fim de semana

Custódia C.C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Custódia C.C. disse...

Ombro deste lado, ok?
Olha ali a sensata da nossa Ritinha :)

Olívia Palito disse...

Manuela queria, acontece sim. E infelizmente muitas vezes...:(

Adorei a tua cadeirinha! Tãoooo linda! :)
Obrigada pela participação. ;))

Beijo grande* e bom fim-de-semana*

Texuga disse...

Infelizmente acontece sim :(

Manuela disse...

Nina, e não é difícil de pronunciar, pois não?

Doce, só que às vezes somos nós que estamos mais sensíveis, verdade?

Helena, tens razão. Um mimo depois, derrete-me o coração :)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

Carla, umas sentimentais, não é verdade? ;)

Autora, felizmente que conseguimos dar a volta ;)

Tuquinha, temos de nos tornar, mais duronas ;)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

Rita G. deste uma imagem adequada: a vida parece mesmo uma montanha russa, por vezes :)

Claudia, as amigas (mesmo que virtuais), são para isso mesmo :)

Maria Teresa, tem razão; por vezes pode acontecer o inverso e nem damos por isso. Obrigada :)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

Anira, sem dúvida que se perdoa, mais facilmente :)

Bella, quando doi, a dor é mais intensa, mas quando se perdoa, até se perde o rasto da atitude :)

Nokas, felizmente, minha querida ;)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

*S*,tu estás do outro lado, algumas vezes ;)

Mariinha, com os nossos, dá-nos forte mas passa depressa, verdade?

Bela, pronto... já se foi a lamechice :)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

flor de jasmim, tu mais que ninguém, compreendes este desabafo. Obrigado pelo teu abraço reconfortante e retribuo-o com muita amizade.

carol, esta frase da famosa Scarlet, vem-me sempre à cabeça, nestes dias menos bons!

Precis, o teu comentário foi tão completo, mas tão completo, que podia ser um post, lá no teu cantinho :)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

Ritinha, sempre positiva, minha querida :)

Dear Daisy, afinal somos todos diferentes... todos iguais ;)

luisa, é por essa razão que ficamos tão magoados, mas que perdoamos tão depressa :)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

Ana, és como eu; felizmente não guardamos rancor :)

AVOGI, tens razão. Nem nós, nem eles (marido), estamos sempre a 100%. Obrigada pelo teu comentário :)

Custódia, obrigada pelo ombro amigo, minha querida. Felizmente já se desvaneceu :)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Manuela disse...

Olivia, foi com muito gosto que participei. Devem aparecer coisas tão diferentes e isso é que é engraçado :)

Texuga, temos que dar a volta e pensar que às vezes, também tomamos atitudes menos boas ;)

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Uma boa parte de mim disse...

Acontece sim, minha querida. Mas tens razão quando dizes que isso ganha maior expressão com as pessoas a quem queremos bem. A maioria das vezes, elas também nos querem bem, na exacta proporção e por isso mesmo, como o distanciamento emocional é menor, tudo isso se torna tão grande. Pior sinal do que estes pequenos desencontros do dia a dia é a total indiferença. Só ignoramos quem não nos interessa. Tudo o resto é normal, faz parte da vida. E mesmo que não nos demos conta, muitas vezes é uma estranha forma de amor, que fala mais alto.
Quando se ama, há outro dia e raramente é tarde demais:)

MAG disse...

Muitas vezes e tanto no amor como na amizade. Às vezes fico tão triste, mas depois acaba por passar. Só nos preocupamos enquanto os momentos bons forem superiores aos maus, de resto: ninguém é perfeito!

Beijinhos

Manuela disse...

Margarida, obrigada pelo teu comentário. Conseguiste dizer exactamente o que sucede, dentro de cada um de nós, nestas ocasiões :)

MAG, tens razão, pois com os amigos, também se sente o mesmo...

Beijinhos e bom fim-de-semana, minhas queridas.

Marta disse...

Sim acontece claro, o importante é que depois saibam como pedir desculpa. Nao interessa a palavra, interessa o acto para esse nó se tornar cada vez mais pequeno e dps se desfazer!
beijinhos

Manuela disse...

Querida Marta, e é tão bom quando se desfaz!

Beijinhos, minha querida.

Cláudia Matos disse...

A mim também me acontece imenso!
Mas é por as amarmos, que elas mais nos magoam, ou seja, nada passa ao lado!
Mas todos temos a capacidade de perdoar (é o que vale)
Beijinho ;)

Manuela disse...

Cláudia, e ainda bem que temos essa enorme capacidade, senão ficaria o feio rancor :)

Beijinhos, minha querida.