terça-feira, 24 de maio de 2011

Apontamentos do meu País - Maria II


Maria colocou a filha e seus brinquedos num cantinho do atrelado e dando-lhe um beijo carinhoso, desejou que nenhuma patrulha policial se atravessasse no seu caminho que aquilo era proibido e ela, bem o sabia.
Conduziu o tractor por um pequeno troço da estrada nacional, e enveredou depois pelos caminhos que a levavam à sua casa, herdada dos sogros.
Necessitava de algumas obras, mas o dinheiro era parco, mais tarde as fariam. Entretanto a sala para as visitas e a cozinha já tinham levado uns melhoramentos, que o seu homem, no intervalo do trabalho dos campos, ajeitava-se para as coisas de construção.
Pegando ao colo na sua menina, deixou o atrelado debaixo do coberto, logo mais o descarregaria e dirigiu-se à cozinha, para fazer o almoço.
Pousou a criança, que começou de imediato a percorrer aquele espaço tão familiar e o seu olhar pousou de imediato, na nova aquisição que a deixava tão orgulhosa!
Tinha uma máquina de lavar loiça, nunca ninguém na família, tinha tido uma máquina destas!
Um sorriso surgiu no seu rosto suado e o peito encheu-se de felicidade, enquanto iniciava o descascar das batatas.

(História verídica, passada nos arredores de Esposende em Maio de 2011...)

25 comentários:

Silenciosamente ouvindo... disse...

Gostei de ler esta historia, daqui da Irlanda
lhe envio um beijinho.Tenho dificuldade em
escrever neste computador, mas e apenas para
lhe desejar um beijinho.Tem chovido muito e
muito vento, mas tudo tao tranquilo.

anf disse...

Estou ansiosa pelo resto da história,
bjo

"So smile disse...

pronto, vamos ficar na expectativa :)

Autora de Sonhos disse...

...conta mais...please!

Petra disse...

Oh conta la o resto Manuela....

MJ disse...

Manuela, estou ansiosa pelo resto da história...

luisa disse...

Uma história de vida diferente da de muitas de nós. Verdadeira. Sentida. Muito bem!

estrela disse...

Gostei muito...vou aguardar o desenrolar....

Luisinha disse...

Vai continuar a história? Estou ansiosa pelo restante desenrolar...
Bjinhos

Chic and Sweet Colours disse...

Estou a gostar!! :D Isto vai dar livro??
beijinho grande**

Tite disse...

Ai isto tem continuação? Então cá fico à espera do resto.

Um abraço e beijarokas

Nokas disse...

Ainda há mais? Conta...

Lilá(s) disse...

A história promete, volto para o próximo capitulo...
Bjs

Flor de Jasmim disse...

Manuela Querida
Só tu mesma!!! Adorei a história, mas sabes quando estamos todas entusiasmadas a ver um filme e de repente diz "continua" pois é...cá te espero.
Beijinho muito grande
Adélia

mfc disse...

O dia a dia de uma trabalhadora!
A história está a tocar-me!

Rosa dos Ventos disse...

Espero que não acabe mal porque não estou com estrutura psicológica para histórias tristes!

Abraço

Manuela disse...

Irene, obrigada pelo carinho. Continuação de boa estadia por terras Irlandesas :)

anf, não era para existir o resto da história, pois era somente um apontamento ;)

So smile, são somente apontamentos banais, de histórias do dia-a-dia... ;)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Autora de Sonhos, segue hoje ultimo capítulo ;)

Petra, o que era somente um apontamento, tornou-se um texto em três partes, devido a vós ;)

MJ, termina hoje! Era para ser só um post... ;)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Luisa, é verdadeira, sim e muito diferente das nossas histórias de vida...

estrela, era para ser somente um apontamento ;)

Luisinha, não era para ter continuidade... ;)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Catarina, dar um livro?! Quem sabe ;)

Tite, inicialmente era só um post, depois a pedido de várias famílias... ;)

Nokasm segue a última parte, hoje ;)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Lilá(s), próximo e último ;)

flor de jasmim, o que era para ser um apontamento, já vai em três posts! As palavras são mesmo como as cerejas ;)

mfc, o dia a dia de uma agricultora, como tantas que me rodeiam!

Beijinhos, minhas(o) queridas(o).

Manuela disse...

Rosa dos Ventos, esta história é verídica e como tal, tem os seus momentos altos e baixos. Mas por ti, vou dar-lhe um final feliz ;)

Beijinhos, minha querida.

Naná disse...

Manuela, estas histórias existem, no nosso país, são reais, e assim desta forma como descreve! Mas nós na nossa vidinha citadinha nem sequer temos noção disso...
Obrigada por mo recordares!

Green disse...

Para alguém que tem de trabalhar tanto, e fazer um trabalho tão difícil como é o do campo, esse presente foi sem dúvida óptimo para ela.

Manuela disse...

Naná, estas são realidades com que eu convivo, no dia-a-dia, mas que há algum tempo atrás, também desconhecia totalmente!

Green, o que o para a maioria dos citadinos é normal, como um microondas ou máquina de lavar loiça, ainda são novidades para alguns lares do interior...

Beijinhos, minhas queridas.