quarta-feira, 25 de maio de 2011

Apontamentos do meu País - Maria III


Depois de ter feito a sopa, Maria triturou uma parte, para a sua menina. Colocou-lhe um pano da loiça para proteger a camisolinha que tão amorosamente lhe tinha vestido de manhã e à medida que lhe dava as colheradas do caldo, contava-lhe uma história de princesas e amores.
Entretanto chegou o marido, que apesar de cansado, se revigorou ao deparar com a cena carinhosa entre mãe e filha.
Pensou que sorte era a sua, ter uma mulher amiga, trabalhadora, boa mãe e dedicada. E que bonita era a sua filha. Era verdade que trabalhava de sol-a-sol, mas parecia que todo o cansaço se desvanecia quando encarava com a sua família, aquela que sempre tinha sonhado, aquela que que lhe dava alento.
Sorrindo chegou-se às duas e envolveu-as num profundo abraço.
Nem todo o dinheiro do mundo, pagava esta felicidade que lhe crescia dentro do peito.
Entreolharam-se e sorrindo, começaram a conversar sobre o labor da manhã e o que ainda teriam de fazer durante a tarde.
A vida e o dia, continuavam os seu percurso, incessante!

(História verídica, passada nos arredores de Esposende em Maio de 2011...fim)

33 comentários:

Sexy na Cidade disse...

ohhh love it!

Maria

Nina disse...

Tenho-me deliciado com estes relatos e fico sempre com vontade de ler o próximo.
Mais do que isso, olho à minha volta e concluo que a felicidade está nas mais pequenas coisas.
Obrigada pela partilha, querida Manuela!
bji

krasiva disse...

simples things... estou a adorar os teus apontamentos :)

Autora de Sonhos disse...

Ainda existem casos destes, onde só importa o amor da familia, a dedicação por inteiro e a admiração.
Meu Deus...

Me disse...

E é uma história linda!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

E viva o amor :)

Formiguinha disse...

Que linda história de amor passada numa terra maravilhosa onde se conjuga os campos tão bem cultivados e a imensidão do mar. Adoro!:)

Beijinhos da Formiguinha

Anónimo disse...

Dudu

Estou a gostar bastante destes apontamentos do nosso país, até ver nenhuma destas realidade me é estranha.

http://delirio-modesto.blogspot.com/

Custódia C.C. disse...

Minha Amiga
Acompanhei com interesse esta tua história real. É uma história feliz.Tenho um amigo que diz "eu só quero aquilo que posso ter...". Esta história fez-me lembrar essa máxima :)

Lux disse...

Querida Manuela, que lindos textos!
Eu bem digo que gosto de me perder pelo teu blog!
Sim, já recebi os brincos, e até já fiz um post sobre isso!
Adoro-os!
Muito, muito obrigada!

xoxo
Lux

Green disse...

São mesmo os pequenos gestos que nos fazem pessoas felizes, e é mesmo isso que vale a pena viver :)

Rosa dos Ventos disse...

A história continua bonita... :-))

Abraço

Tite disse...

Há vidas mais duras que outras mas, com amor, dedicação e perseverança tudo se consegue.
Quem dera que os governantes deste país também levassem o seu labor mais a sério.

Abraços

Claudia disse...

Minha querida, obrigada pela tua passagem no meu blog, acho que já consigo enviar comentários. Mas agora mesmo aconteceu-me uma coisa muito estranha!!! Dizia-me que o teu blog tinha sido removido!!!! Apanhei um susto!

mfc disse...

Esta é uma cena do quotidiano que nos toca sempre!

flor de jasmim disse...

Manuela querida
Linda a história, o amor fala por si.
Beijinho

flor de jasmim disse...

Querida
Esqueci de te dizer que só posso blogar um pouco à noite, estou sem computador.
Beijinho

Lady C disse...

Manuela, aquele desenho bem que podia ser meu mas com muita pena minha tenho que dizer que a fotografia foi uma simples imagem que tirei da net, o principal motivo foi mesmo ter as unhas numa desgraça para as poder fotografar!

Ganas de Viver disse...

Parabéns Manuela, belos textos nesta série... bem melhor que assistir à novela da noite!

Quanto a este texto de hoje, é verdade, a família faz-nos redobrar as forças a cada dia.

Bjs

Lacorrilha disse...

Oh, que lindo.

Bela disse...

Manuela, adoro ler seus textos!!
Beijos mil!!
Bela

Manuela disse...

Maria, obrigada :)

Nina, mesmo com vidas extenuantes, podemos sempre tirar partido dos pequenos gestos :)

Krasiva, são os gestos de ternura do nosso dia-a-dia que fazem toda a diferença :)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Autora de Sonhos, temos de valorizar cada vez mais o amor, entre a família. Tu sabes do que falo :)

Me, obrigada :)

ESpeCiaLmente GaSPaS, e não o amor que triunfa sempre? ;)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Formiguinha, obrigada pelas tuas belas palavras :)

Dudu, e é bem verdadeira toda esta realidade, com tu bem comprovas :)

Custódia, é uma óptima máxima :)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Lux, obrigada pelo teu post, fiquei toda babada :))

Green, é mesmo! Ao longo da nossa vida, são esses gestos que são, cada vez mais, importantes :)

Rosa dos Ventos, e com um final feliz ;)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Tite, e depois íamos queixar-nos de quê e de quem?! ;)

Claudia, isso do blog removido, fui eu que com a minha infonabice, andei a fazer experiências...;)

mfc, e é verídica :)

Beijinhos, minhas(o) queridas(o).

Manuela disse...

flor de jasmim, e tu mais que ninguém, sabes que o amor triunfa, sempre :)

Lady C, mas eu achei as tuas unhas bonitas :)

Ganas de Viver, obrigada pelo elogio, esta é uma novela verídica :)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Lacorrilha, obrigada :)

Bela, obrigada pelas tuas doces palavras :)

Beijinhos, minhas queridas.

Pratos da Bela disse...

é a nossa realidade, querida.
Mas como digo, o dinheiro ajuda, mas não é felicidade.
Felicidade é a nossa familia, que tanto amamas
Jinhos miga

Imensidão dos dias disse...

Está história é um bálsamo para o coração. Obrigada Manuela :)

Manuela disse...

Belinha, tens razão em tudo o que comentaste...

Imensidão dos dias, até porque é verídica!

Beijinhos e bom fim de semana, minhas queridas.

Esmeralda disse...

Manuela, realmente a felicidade não necessita de riqueza da riqueza material, de modo nenhum, que linda esta história de vida, comum a tantas outras com certeza, vidas duras e de muito trabalho mas repletas de um Amor que muito sonham e poucos conseguem alcançar!
ADOREI!
Beijocas enormes e obrigada pela partilha!

Manuela disse...

Querida Esmeralda (ou direi antes Karochinha!), a vida nem sempre é fácil, mas se a levarmos com o coração cheio de amor, torna-se tão mais fácil! :)

Beijinhos e bom fim de semana, apesar de o teu ser muito preenchido.