terça-feira, 7 de junho de 2011

Dietas e não dietas!



Depois de ler este post da Marianne (que escreve bem que se farta!) e os respectivos comentários, decidi-me a escrever este texto.
Durante anos, fui magra, muito magra. Tão magra que cheguei a pesar 43 Kg e a vestir-me na secção infantil da Zara, pois o meu tamanho chegou a ser o 32. Fumava muito, por vezes dois maços por dia. Dormia em média 4/5 horas por noite e por vezes esquecia-me de comer. O tabaco tem um efeito saciador e por vezes chegava à meia-noite e aí lembrava-me que não tinha jantado e lá comia uma maçã, uma sandoca.
A vantagem de tudo isto é que com 40 anos, parecia que tinha um corpinho de 16, tudo me ficava bem, tudo me servia, e os homens não me "largavam a porta".
Um belo dia, decidi deixar de fumar! Só porque sim. Fumei o último cigarro ao meio do dia e disse para comigo: acabou-se! Só assim, só força de vontade, sem ajuda médica, nem nenhum apoio de outro tipo!
De repente toda minha vida mudou! Deixei de ter um tom de pele amarelado (na opinião da minha mãe), os alimentos começaram a ter um gosto diferente - a cereja sabia a cereja, a sardinha, sabia a sardinha - e não a nicotina!
Engordei logo 10 Kg e descobri o prazer da gastronomia. Os homens deixaram de me rondar e conheci o amor da minha vida.
Hoje, tenho peso acima da média para a minha altura, sou o que se chama um size plus.
Perguntam vocês: Manelita e por vezes não te dá vontade, de perder esse peso a mais?
Dá, verdade que dá! Mas passa-me tão depressa! Não demora mais que 10 minutos, essa vontade. Na volta, como logo mais um geladinho.
Porque a pessoa que sou hoje, é infinitamente mais verdadeira, resolvida e feliz que aquela que vestia tamanhos 34.
Porque sei que tenho força de vontade para o fazer, quando e se eu, o quiser.
Porque me consigo alhear das modas veranis e das dietas, só para o sol ver.
Porque me aceito como sou.
Porque a vida não é perfeita, e tendo eu tantas coisas boas e pessoas boas a fazerem parte dela, tenho este senão insignificante, para me queixar...

Atenção! Nada contra, as pessoas que pensam e/ou fazem exactamente o contrário!

56 comentários:

Mie disse...

Ola Manuela,
Sem duvida alguma que a forca de vontade conta muito.
Recentemente deixei de fumar por opcao, foram quase 20 anos de tabaco , e os kg comecaram a instalar-se.
Nao gosto deste resultado e podia voltar a fumar mas em vez disso resolvi fazer uma alimentacao mais saudavel acompanhada de uma dieta extra.
Ainda ontem comprei um shape ups (espero que ajudem) para as minhas caminhadas.
O importante e sem duvida sentirmo-nos bem na nossa pela, seja com mais ou menos uns kgs.
Um dia feliz :)

Mónica disse...

Em primeiro lugar, parabéns por teres força de vontade para deixar de fumar assim !! Isso é fantástico!

Mas quanto às dietas e afins, como te compreendo! Neste momento estou numa fase de dietas. Já perdi 6kg porque não me sentia nada bem com o meu corpo. Ando sempre a pensar nisso, a contar calorias, a saltar refeições. Mas para te ser sincera, não me sinto feliz. É verdade que gosto mais agora de me ver ao espelho, mas faz-me tanta falta poder comer sem pensar em mais nada (lgo eu que ADORO comer!). Sinto a falta dos meus bolos/chocolates.. Dos pratos de massa cheios .. enfim .. Sê feliz, mesmo com uns kilitos a mais! Eu qualquer dia esqueço a minha dieta !

Beijinhos *

Libelinha☆ disse...

O importante de tudo é sabermos abraçar o corpo que temos... Sendo ele magrinho ou mais cheinho... =)
E sentir-nos bem connosco próprias!...

Beijinhos ;P

Olívia Palito disse...

Manelita filha, ao ler essa parte da secção infantil da Zara, revi-me completamente. Há uns anos atrás também aconteceu o mesmo comigo. (Tempos idos! Graças ao Senhor!). Hoje tenho aquilo que o médico considera ser o peso ideal para a minha constituição física. Mas sinceramente, nada me tira a alegria de ter estes 52 kilitos. ;) :)

Beijão enorme Manuela. ;)

Tuquinha disse...

Só te invejo na força de vontade de deixar de fumar......mas eu chego lá tb um dia destes hehehe
És bonita exactamente como és e gostas de ser, isso é o que realmente conta...sempre que comeres um petisco lembra-te de je e come um por mim ok?
Milhões de beijocas

Purple disse...

Gosto tanto da tua genuinidade. Vestir o S não é sinónimo de felicidade mas aceitarmo-nos como somos sim.

Beiju grande

Rosa dos Ventos disse...

O que importa o tamanho que vestimos se o nosso tamanho interior é que interessa?
É bom que te sintas assim! :-))
Eu não tenho preocupações com dietas...

Abraço

Pratos da Bela disse...

PARABÈNS.
ÉS COMO EU, EU ACEITO-ME COMO SOU, UMA CLAUDIA sHIFFER, EXACTAMENTE COM AS MEDIDAS DELA, A TIPA É QUE CRESCEU PARA CIMA E EU PARA OS LADOS, DAÍ AS MINHAS MAGNIFICAS MEDIDAS, 1.51CM, PARA 90kGS.
AH, E QUE TAL? mAS NÃO HÁ TRABALHO QUE ME PARE....
JINHOS FOFOS

ana disse...

Olá! É um medo que eu tenho se deixar de fumar, começar a ganhar peso. Nunca fui magra mas tb não sou gorda. Ganhei uns quilos depois de ter a minha filha que teimam em não desaparecer mas eu acho que tb a força de vontade não tem sido muita.

anf disse...

A maturidade traz destas coisas,
que adianta ser magro se não gostamos de nós,
o importante é ser feliz,
Eu "fujo" da gordura como o diabo da cruz,
Bjo

MJ disse...

É isso Manuela, o importante é estarmos bem conosco.
Eu queixo-me, mas na realidade não tenho nada que me queixar, tenho só que me mexer mais para ganhar mais firmeza ;).
Beijos

Mary disse...

adorei!

*C*inderela disse...

quando fumava não deu para emagrecer mas quando deixei deu para engordar, engordei uns simpáticos 10kg. a partir daí tenho oscilações de peso.
o mais importante é sentirmos bem connosco mesmas.

bjokas

Claudia disse...

Oooooooooh, como te compreendo! Também tenho um bocadinho de peso a mais, mas adoro comer, adoro boa vida e um cocktail, às vezes penso em perder peso, mas dietas não são comigo. Adoro boa vida, e a boa vida, normalmamente vem rodeada de boa comida, bom prato, e bom convivio!
E se nos seentirmos bem, who cares?
beijinhos

Lux disse...

Gostei muito deste post Manuela...
É um pouco a minha descrição... Mas eu ainda estou na fase de quem fuma!
Se vou deixar? Faço questão disso e não me preocupo minimamente com o peso, porque estou muito abaixo do meu peso ideal e também já não existem tamanhos S que me sirvam... São sempre grandes!
Mas, quando eu tive a depressão e as crises de ansiedade, que me deixaram de baixa mais de um mês e meio, a minha médica proibiu-me de deixar de fumar naquela altura, e que só no final do verão é que podia começar a pensar nisso, e com acompanhamento dela.
Mas isso, por causa da ansiedade crítica.
Claro que vou cumprir com o que me prometi, aliás, já tinha decidido deixar de fumar, ela é que não deixou.
Mesmo assim, segundo o mu padrinho, que é médico, eu nunca vou engordar mais que 4 kgs, pelo simples facto de não gostar de doces, fritos e porque o meu próprio sistema nervoso não deixa...
Eu como, como e continuo a emagrecer!
Vamos esperar pelo fim do Verão..

xoxo
Lux

Green disse...

O mais importante é que nos sintamos bem como somos, mais gordas ou mais magras, loiras ou morenas, pouco importa.
Admiro essa tua característica, a força de vontade e o amor próprio.
Beijinho.

GuessWho disse...

Querida Manuela, grande testemunho! Gostei muito, és de "raça" :D beijinhos Paula

Corina de Oliveira disse...

Por acaso ainda não tirei fotos das comprinhas, vou ver se tiro, porque realmente é pertinente ;)

Luisinha disse...

Engraçado, que eu quando deixei de fumar (também assim como tu, sem ajuda, só com força de vontade), não engordei...
Apesar de ter feito uma dieta agora para emagrecer, eu penso como tu, as pessoas não devem emagrecer porque sim, para agradar a este ou aquele, mas para se sentirem bem. Mesmo com excesso de peso, se as pessoas se sentem bem e se aceitam como são, então para quê emagrecer?? Interessa é sermos felizes!!! :))

Julie D´aiglemont disse...

Isso é a definição de mulher bem resolvida! Parabéns, Manuela!

flor de jasmim disse...

Manuela Querida
Adorei o teu testemunho que me deixou de lágrima no olho. É muito bom quando nos sentimos bem com nós mesmas. Sabes amiga eu fumava meio maço de cigarros e pesava 45 kg antes da morte do meu falecido, depois muito rapidamente aumentei para os 3 maços por dia, tabaco e café era o meu sustento, nem sequer me lembrava de comida. Muitos anos depois encontrei o que foi o meu primeiro amor que é hoje o meu marido, continuei a fumar os 3 maços, mas ele foi aconselhado a deixar e eu estive solidaria com ele, ele aguentou-se 15 dias, eu 28 meses, voltei a fumar, mas a revolta foi mais forte eu deixei de fumar engordei 14 kg, o meu Ro. continua a fumar eu não já lá vão 6 anos, perdi uns kg, hoje tenho 62 kg e 1,58m. Sinto o prazer de não fumar e de saborear a comida. Mas sou contra a lei de não fumar numa discoteca ou bar, porque eu quando fumava ia para esses sitios para curtir, beber uns copos e esfumaçar, hoje vou não fumo nem bebo, aprendi a curtir á minha maneira.
Beijinho

Violeta Extravagante disse...

E quem fala assim não é magro...ups gago!!! :)

O que interessa é gostar-mos de nós e o resto é conversa...

Beijinho

Saltos Altos Vermelhos disse...

O importante é gostarmos de nós como somos :) Parabéns pela força de vontade.

Marianne disse...

Pois é... gostarmos de nós como somos é mesmo o fundamental. E eu não gosto de mim como estou agora e é por isso que quero mudar. E tenho que arranjar forças, dê lá por onde der...!

Gostei de ler o teu testemunho. Obrigada de coração pela lição que me deste.

Beijinho.

Paula disse...

Mais quilo menos quilo o importante é ser feliz (e saudável)!

Beijinhos x

Rita & os Tachos disse...

Olá, desde que sejamos saudáveis tudo o resto é uma questão de realização própria. E acho muito bem que penses assim. Aliás cada vez mais existem este tipo de movimentos. Quando tiveres tempo vai dar um "olhinho" à Vogue Italiana deste mês! ;) Beijinhos

Ana disse...

Olá manuela!
Eu resolvi perder uns quilos apenas porque não me sentia bem, a roupa já não me servia. Aos poucos fui conseguindo, até agora perdi 6 kg mas sem grandes sacrificios. Uma pessoa deve acima de tudo sentir-se bem na sua pele e não querer agradar aos outros.
Beijinhos

Lilá(s) disse...

O importante é mesmo a nossa aceitação, claro que o corpo vai sofrendo as suas alterações, cada idade tem a sua beleza. Também já deixei de vestir o 34/36 mas sou muito mais feliz com o meu 38, até me sinto mais compostinha...
E parabéns pela libertação do tabaco!
Bjs

mfc disse...

Também deixei de fumar, depois de várias tentativas frustradas!
Já lá vão quase 6 anos, mas quase todos os dias me lembro do cigarrito.
Engordei coisa pouca, mas o que é certo é que o prazer da mesa foi redescoberto e os sabores reapareceram!

AVOGI disse...

bonito artigo este MANELA
. cheio de sensibilidade e de bom senso (até parece nome de filme)
kis .=)

Custódia C.C. disse...

Minha Querida
Olha ali a tua Ritinha a dizer o principal: desde que a saúde esteja como deve ser, aliada à felicidade e ...está tudo dito:)
E eu que sempre te conheci antes, durante e agora, confirmo tudo!
Carpe Diem Manelita :)

Miss Star Pink disse...

Manuela,
amei, amei, amei. Que texto bonito e tão bem escrito. Acho que andava a precisar de ler algo assim. Obrigada. :)

Beijocas

*Sininho* disse...

Uma história inspiradora! Ainda bem que seguiste o rumo na tua vida que te conduziu à felicidade!
Que a guardes contigo! Sempre!
Beijinhos*

Palco do tempo disse...

o mais importante é sentirmos-nos bem o resto é conversa :)

São disse...

Minha querida, agora não , que não tenho tempo.

Mas ainda falaremos sobre dietas.

Por agora só lhe digo que sou seguida por um excelnte médico - Dr. Jacques Pena - que me fez perder 25Kgs, comendo muito mais do que era habitual. Até porque raramente tenho fome.


Um abraço grande.

Joana disse...

Manuela, que bom exemplo que tu és. Estás de parabéns e está provado que só não deixa de fumar quem não quer, quem é fraco de mente...tu tens uma mente forte.
E estás de parabéns por seres mais feliz, por teres conhecido o amor da tua vida, por gostares de ti como és!!

Que inspiração ter lido este texto. Não esquecerei e de certeza que contarei às pessoas que dizem não conseguir deixar de fumar como "conheço" alguém cuja vida mudou totalmente, para melhor...obrigada por este textinho, M.

Marta disse...

Manuela, este post está verdadeiramente fantástico. Parabéns!!! Gostei muito de te ler. Acho que pensas da forma correcta e isso faz de ti uma mulher feliz.
Excelente!
Bjs

Me,myself & I! disse...

É por causa destes textos,desta sinceridade toda que eu gosto tanto de vir ao teu blog!

Mistery disse...

Querida Manuela, gostei imenso deste teu texto, que reflete a tua história de vida. Sabes, desde há 1 ano para cá engordei uns meros 4 kgs que não consigo perder por nada. E garanto-te que nada faço diferente do que fazia. No entanto, eles concentraram-se na barriga e coxas. E honestamente não me sinto bem assim. Estava habituada a entrar em tudo e agora nem tudo me fica bem. :(

Mimi La Rose disse...

ah mulher do Norte, um exemplo a seguir.

Cada vez gosto mais de ti ;)

mãeee disse...

Querida Manuela,

este texto tocou bem cá dentro. Não sou fumadora, nunca fui, mas devido a um sr. metabolismo para o complicadinho e períodos com medicação intensa, tenho vinda a sofrer oscilações sucessivas de peso. Acresce muito café e grandes períodos sem comer. Esqueço-me. Simplesmente esqueço-me. Mas gosto muito de comer e de boa comida...
Se me sinto bem? Não, não sinto.
Mas é a comida um conforto? É sim.
Não conseguiria fazer uma dieta absolutamente restritiva, mas reajustes ao plano alimentar já me parece possível e coerente.
Tenho uns quilinhos a mais, mas não vou morrer por causa disso.
Não consigo ir para a praia despreocupadamente, nem usar qualquer roupa, mas estou a caminho.
O que tenho de conquistar é o bem estar interior. O exterior só após o primeiro. Porque de outra forma não faz sentido

muito obrigada por este texto, por esta partilha de ti. És uma pessoa especial
Beijos doces

*S* disse...

Adorei o teu comentário!! Tão simples e que ao mesmo tempo diz muito sobre ti! Espero que essa força de vontade esteja sempre presente! =) O importante é gostarmos de nós próprios :)
Beijinho

Rita G. disse...

Ficaste com mais 10 Kg, mas ganhaste saúde e encontraste o amor da tua vida! para mim foi uma mudança para muito melhor! Eu já fui mais gorda do que sou hoje mas não posso dizer que estou como queria, tenho quilos a mais. De qualquer forma não tenho feito muito para os perder, gosto de comer, de saborear um gelado, um bom prato, e cada vez me aceito mais como sou. Se perder o peso a mais ainda bem, se não perder não sofro por isso! bj:)

teorianasnuvens disse...

Sei que não serei a primeira ou mesmo a ultima a dar-te os parabéns, por o que és, porque mudaste por mais difícil que fosse. Lutaste contra um vicio que nem todos conseguem deixar.
Gostei do que li, gostei muito mesmo de saber o orgulho que tens de ti própria apesar de como dizes seres plus size (atenção, plus size não tem mal nenhum..lol).
Este foi o meu post do dia. ;)
beijo

Dear Daisy disse...

Querida Maneula, adorei ler-te.
Alias, como sempre.
Beijinho e abraço grande :)

carol disse...

BOA, Manelita! É assim mesmo!

Que vão às urtigas aquelas "amigas" que todos nós temos que noss vêm com a cantiga das plásticas e das corridas nas passadeiras do ginásio.

Eu usei nºs 34 e 36 até aos 40 e tal anos e, depois de nascer a minha 2ª filha, aí pelos 30 cheguei a pesar 48 quilos para o meu 1,65 m de altura. Uma estampa!.... Depois tive uma depressão do "caraças" porque tudo começou a correr mal na minha vida e tive de tomar muitos, mas muitos antidepressivos. E aí, comecei a ganhar formas redondas. Uma "querida amiga" um dia disse-me: "olha, não estás a ficar assim um bocadinho para o vaca?" Desculpa, Manuela, mas vacas tornaram-se mais tarde as filhas dela... Agora tenho 63 anos e uso o nº 40, mas sinto-me muito, mas muito bem mesmo na minha pele.
e, quem não gostar, que não olhe!

Beijinhos...

Nokas disse...

O importante é sentirmo-nos bem no nosso corpo!!

Dudu disse...

Parabéns por tão sábia atitude, eu ainda vou fumando um cigarro por dia (uma tontice), quanto às dietas nunca consegui ser fiel, talvez nas primeiras horas, optei, tardiamente, pelo exercício físico, estou longe do meu peso ideal (segundo as regras), mas não almejo esse peso mas sim sentir-me bem comigo e no meu corpo, acho que a idade também nos vai ensinando.

Sissy disse...

Adorei ler este post. Uma atitude inteligente e melhor para ti!

Beijooo*******

LEANA disse...

Obrigada Manuela,

Adorei, adorei, adorei!

Bjinhos grandes minha querida :*

Com Duas Pedras de Gelo disse...

Este é um dos posts mais inspiradores que já li, pela forma como está escrito, mas sobretudo pelo conteúdo.
Há coisas que lemos e que nos tocam no fundo do coração. Esta foi uma dessas coisas, que me deixou arrepiada.
Num tempo de profunda insatisfação e de tanta pressão social, poder chegar a um estado de nos aceitarmos tal como somos revela uma imenso caminho interior. Parabéns pela coragem, pela frontalidade e pela generosidade.

Nita disse...

Infelizmente não é do tabaco que eu estou mais gorda mas sim da medicação que tomo há anos por causa de uma depressão que não me larga, antes emagrecia mas agora é só a engordar e não estou a gostar do que vejo ao espelho. No entanto não posso fazer qualquer tipo de dieta por causa de uma anemia que tenho, enfim não sei o que fazer, porque não me sinto bem com os kilos a mais, não é pelas roupas ou por vestir o 38 e ficava-me tudo bem, não, não é isso, é de facto o sentir-me, inchada.
Parabéns pelo post e desculpe o meu desabafo:-)
Beijinhos

Reflexos disse...

Pois, eu conheço muitas pessoas que não deixam de fumar com medo de engordar!
A saúde, a fisica e a mental, acima de tudo, sempre!
Parabéns pelo post...passa uma mensagem muito importante!

Bom fds
Bjos

Helena disse...

Manuela, tenho a certeza de que os homens não se afastaram "da sua porta" porque engordou 10 quilos, mas simplesmente porque deixou de estar disponível. Mesmo não a conhecendo, tenho a certeza de que é uma mulher encantadora e segura de si. Isso conta mais do que qualquer outra coisa. "Se não gostarmos de nós, quem gostará?" :)

Pixie disse...

Concordo, a dieta deve servir para quem quer mesmo mudar de hábitos e ficar mais saudável, isto em primeiro lugar, porque já se sabe que as dietas sazonais são muito volúveis...ganham-se logo os kg todos. Temos de nos aceitar a nós mesmos e trabalhar o que temos :)*

Anónimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ viagra acquisto
http://precioviagraespana.net/ viagra generico