quarta-feira, 12 de junho de 2013

Ao Primeiro Ministro do meu país!

Exmo. Senhor Primeiro Ministro,

que a vida da maioria dos portugueses tem vindo a baixar de qualidade, já o senhor o sabe.
Não é por acaso que quando chega a qualquer lado, de Norte a Sul é vaiado, assobiado e apelidado de outros nomes, bem menos agradáveis.
Que o senhor não tem em conta o que o povo pensa, já todos nós sabemos.
Que o senhor diz não ter medo de nada, também já o afirmou.
Não sabia era que o senhor também era desrespeitador das normas vigentes. Por isso não se pode queixar, quando o seu povo, fizer o mesmo.
Se o Tribunal Constitucional, foi peremptório na decisão de que o Subsídio de Férias, deverá ser pago aos trabalhadores da Função Pública, quem é o senhor para decidir que tal não ocorrerá?
O senhor faz ideia do transtorno que tal causará à maioria dos seus funcionários?
O senhor sabe que a grande maioria dos seus funcionários, aguarda sofregamente, este subsídio para pagar os seguros, para pagar IMIs, para pagar IRSs, para endireitar um pouco a sua vida financeira, que tem vindo a ser penalizada consecutivamente, nos últimos tempos?
O senhor sabe que há agregados familiares que com as suas/vossas medidas restritivas, neste momento usufruem quase menos 50% de orçamento familiar mensal, em relação aos anos transactos?
O senhor imagina a ginástica que cada agregado familiar faz, para que o dinheiro dos seus ordenados, consiga fazer face a todas as despesas que têm com a educação dos filhos, com a alimentação, com os créditos à habitação, com a renda das casa, com a ajuda que dão aos filhos e netos (porque será?)...?
O senhor sabe que o nível de vida baixou substancialmente, para a classe média onde me incluo? Ou deverei dizer antes, me incluía...
Não, não quero o meu subsídio de férias, para ir passar férias para o Algarve, ou às Malvinas, ao raio que o parta!
Quero o meu subsídio de férias, porque é um direito adquirido, porque que quando ingressei na Função Pública fazia parte das minhas regalias, porque é meu e o Tribunal Constitucional, assim o decidiu.
Se ao senhor não lhe faz falta, pode doá-lo a quem bem entender! Haverá muitas pessoas que necessitam e bem, desse seu montante.
Eu quero o meu subsídio de férias! E pago neste mês de Junho, tal como foi decidido por lei.
Tenho dito.

Atenciosamente,

(se quiserem podem copiar e colar, onde bem vos aprouver.)

17 comentários:

dreams disse...

Não há palavras:) não sou da função pública, mas no privado tb não andamos às mil maravilhas, se todos os patrões, governo e deputados tivessem noção do que é chegar ao final do mês sem dinheiro para nada de nada, só assim poderiam dar o valor. Beijinhos e boa quarta feira, o melhor estará certamente por vir:) temos de acreditar.

Anónimo disse...

É a 1ª vez que vou deixar um comentário neste seu espaço. Li o seu texto e adorei . QUE NINGUÉM SE LASTIME , NINGUÉM QUEBRE é isso que tira o prazer a esta corja de barrigas cheias de caldo que nos está a desgovernar.
O que eu penso é o seguinte e não devo andar muito longe da verdade: vamos ter greves ; um dia de greve não é pago. Muita gente fará greve a contar com " o extra" do subsidio. Não havendo o subsídio , muita gente não fará greve...é o que estes ordinários querem.Estou aposentada, sou velha , mas estou indignada com o que se está a passar, que ultrapassa tudo , mas tudo, que se possa imaginar num estado de direito da Europa civilizada. M.A.A.

Catarina disse...

Uma situação confrangedora que só se irá alterar com novos dirigentes.

Jovem $0nhador@ disse...

Não tenho palavras para descrever a pobreza que este país se está a tornar...

Fernanda disse...

Manuela querida, estes...estes...o nome que me ocorre é bastante feio para ser dito (a minha mãe não mo permitiria) neste seu espaço tão bonito. Mas penso que toda a gente compreenderá o que eu quereria dizer. Estes, que não há palavra que defina, nem mesmo entre os piores palavrões, são mentirosos, mente desalmadamente na cara de milhões de portugueses, fazendo deles mentecaptos, são incompetentes e roubam-nos todos os dias, não só os nossos direitos mas o nosso bolso. Espero, espero sinceramente que este povo acorde e os julge como exemplo para outros crápulas que pretendam vir, um dia, governar este belo país. Eu espero que a sobrevivência deles à frente deste bando de malfeitores tenha os dias contados.É já só o que nos resta: a esperança! (Ouviu o 1º, - como se pode chamar primeiro a alguém que nem o último lugar merece?-dizer que o subsídio de férias seria pago, COMO SEMPRE, em novembro? Como sempre?!!!!???? Donde raio de planeta saiu esse ET?)

Nany disse...

Eu assino por baixo.
A sério, será que agora podemos usar a desculpa por ex no IMI: "olhe sabe, não me pagaram o subsídio, quando me pagarem regularizo a situação?"
Será que aceitam? É evidente que não mas nós temos de aceitar. Já não me bastava ver as caras de lado quando peço consultas pela ADSE agora ainda tenho de levar com iluminados a dizer que o subsídio de férias é pago em Novembro, como sempre!!!!
Desculpa o desabafo, mas este post toca-me a sério.
Bjs

Fê blue bird disse...

Isto já não vai com cartas e palavras, embora esteja totalmente de acordo com o que escreveste.
Os portugueses têm que subir de nível, e partir para a luta!


beijinho

AvoGI disse...

adorei o texto "mamoela". lindo sentido verdaderio.
subsidio de férias em Novembro assim como os duodecimos ele teve o poder, asim como jesus cristo, de mudar de natal para férias.
valha-nos deus
kis :=(

Flor de Jasmim disse...

Comovente Nelinha!
Eu nunca fui funcionária publica, talvez o seja agora por estar no desemprego ao fim de 41 anos de trabalho, mas sinto bem na pele as dificuldades, tu sabes bem, porque foi graças a ti ao pedires ajuda a outras amigas que meus netos tiveram comida durante algum tempo.
Desculpa as lágrimas não me deixam escever.

beijinho e uma flor

Utena Marques disse...

E eu aplaudo e assino por baixo!
Mais nada!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Totalmente de a acordo. Este Governo
desrespeita TUDO com a benevolência
do
Presidente da República.
Bj.
Irene Alves

António Fonseca disse...

Isto está um caos completo. Estes governantes já não sabem o que hão-de dizer nem sabem como descalçar a "bota". Já não há "pachorra" para os ver nem ouvir; é sempre a mesma conversa. E nós temos que aturá-los sei lá ainda por quanto tempo. De uma coisa estou certo. É que por mais que se diga que Eles terão de ir embora, não há ninguém que nos substitua e que consiga fazer isto tudo dar uma grande volta. Infelizmente já há muitos anos -"mais de 38 anos" - que isto dura e ainda não apareceu ninguém que "os tenha no sítio" para pôr ordem neste caos.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

who is alicia keys dating 2007 http://loveepicentre.com/advice/ oil price dating skin blogs choose
young woman dating [url=http://loveepicentre.com/testimonials/]ligs dating[/url] sprint chat and dating
dating rockford pocket watches [url=http://loveepicentre.com/testimonials/]naughty kailua-kona hawaii online dating[/url] who is chelsey lately dating [url=http://loveepicentre.com/user/sexytracey22/]sexytracey22[/url] love usa muslim dating

Anónimo disse...

dating someone with cp http://loveepicentre.com/advice/ dating someone who's been arrested
iowa laws on dating your doctor [url=http://loveepicentre.com/contact/]diddy dating edmonds[/url] domestic violence dating
rombergs people dating [url=http://loveepicentre.com/faq/]free milf dating personals[/url] 55 dating [url=http://loveepicentre.com/user/sandrakk/]sandrakk[/url] rich men dating

amigos das onze horas disse...

o triste é que quando nos cortaram o salário e os subsidios justificaram que o faziam porque tinhamos os nossos empregos seguros.Agora fala-se de despedimentos.Afinal onde ficamos?!