segunda-feira, 13 de maio de 2013

Às minhas cúmplices.



Minhas amigas e à Irene em especial: deixo aqui o meu agradecimento pelos comentários que deixaram no post anterior.
Porque me dão ânimo e me fazem sentir vossa cúmplice.
A Irene conseguiu colocar por palavras e com todos os pontos nos is, o que sinto, porque me estranho!
Quanto ao querido anónimo, só te digo: cada um/a faz no seu blog o que quiser.
É pessoal e intransmissível.
E aqui não  se perde "tanto tempo a publicar sorteios de blogs e afins".
Neste blog fazem-se leilões solidários-flashs, porque há pessoas que necessitam de nós.
Porque hoje em dia temos que substituir de algum modo, o estado social que morreu!
Mas isso... não deves saber o que é!

19 comentários:

Vecas disse...

Querida Turista, sem saber ao certo o que se passou, pois já não ando por aqui algum tempo, espero que não te abatas por coisas que não valem a pena! beijinhos saudosos...

Paula Nogueira Guerra disse...

Sabes que mais: ÉS LINDAAAAAAAAAAAAAA!!!!!

Maria disse...

E nunca será demais salientar a forma como fazes a diferença!!!
Bjs
Maria

Jo disse...

Há gente muito triste... vida inútil é andar a deixar comentários tristes e sem fundamento em blogs...

Vânia Silva disse...

Esse anónimo é apenas um frustrado, certamente sem amigos e que adorava poder fazer algo de útil.
Viva este blogue, viva os leilões e viva a toda a gente parva que ainda nos dá mais energia para continuar!!!

http://saladosilenciocorderosa.blogspot.pt/

Lilá(s) disse...

E viva a turista, que enquanto nós nos vamos deixando abater pelos problemas ela continua firme...
Beijos

Mariinha disse...

Como te disse no post anterior, todos temos dias assim. Mas felizmente passa, tem de passar. E não ligues a comentários anónimos.

Força. Bjs

Flor de Jasmim disse...

Desculpa Nelinha não vim a tempo do teu post anterior, estive no hospital a fazer companhia à minha mãe que está internada.

Quanto ao teu post anterior, tenho a certeza que não estás só, o desanimo atingemuitos de nós.
Quanto aos comentários anónimos podes evitá-los, não ligues tu és a Nelinha linda que dá a cara e os anónimos não têm a coragem para tal.

beijnho e uma flor

O meu pensamento viaja disse...

Manelinha, olha que ele há cada coisa mais triste!!!!!
Não percas o teu precioso tempo com essas "coisinhas"!
Embirro com anónimos e vejo que tenho razão!
Beijo, amiga

As Duas na Letra disse...

O que mais ha neste mundo são pessoas que nao têm vida propria nem sabem ser pessoas normais. So sabem criticar e ver a vida dos outros.

Paulinha

Cris and Crafts disse...

Mai nada! Bjs

ideias com linhas disse...

Não ligues a gente pequenina que não merece nem a tua fúria. Nem sequer teve a coragem de se identificar...

Silenciosamente ouvindo... disse...

Não tem que me agradecer, falei com
o coração. Se ajudei fico feliz.
Nós as mulheres deveríamos conseguir
mobilizar-nos mais, para pelo menos
analisarmos bem o que se passa ver
para além daquilo que a Comunicação
Social(quase toda controlada)nos
diz. E ainda temos uma arma muito
importante o voto. Se nas Autárquicas
estes partidos que tanto mal nos têm
feito não elegessem uma Câmara Municipal, uma Junta de Freguesia,
aí o povo daria uma resposta sábia.
Um grande beijinho.
Irene Alves

homem sem blogue disse...

Ainda bem que existem pessoas como tu.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Jovem $0nhador@ disse...

Querida Turista não ligues a esses anónimos parvos que nem sabem o que dizem =) Bjinhos

M. disse...

Não ligues, também já me aconteceu dessas e de outras no meu blog. Fico é sempre com pena de que esses anónimos não mostrem o blog deles, assim podíamos apreciar a "cólidade" ;)
Beijinhos

Titanices disse...

Anónimo - alguém não identificado, porque se esconde com vergonha de não ter nada de útil para dizer! Tu marcas a diferença, isso é que interessa!!! Beijinhos, muitos!

Fernanda disse...

Só hoje vi este post pois não tenho tido tempo de vir ao blogue mas não podia deixar de comentar. Realmente quando comentei o post anterior vi que (coisa chique!) já tinha um "querido anónimo(a) a dizer parvoíces. Estive vai não vai para responder ao dito cujo(a), mas depois pensei: Não! O que eles(elas) realmente querem, porque precisam, é quem lhes dê importância. O melhor mesmo é ignorar, pois este tipo de gente não gosta de ser ignorada e, como dizia a minha sábia mãe, quase analfabeta mas com muita sabedoria dada pela vida, "o desprezo é a melhor arma contra a estupidez". Manuela, continue a sua "missão" e deixe que os "cães ladrem". São pessoas desse calibre que, muito certamente, estão de acordo com o fim do Estado Social e, no final são uns tristes coitados sem vida para viver. Beijinhos

rosinha cruz disse...

Nunca percas essa força de ajudar os outros e não ligues a comentários maldosos.
E se eu poder ajudar, dentro do que já te disse pelo menos de momento, um dia quem sabe poderá ser diferente, podes contar comigo
Beijinhos