sábado, 31 de julho de 2010

Leituras


Este livro retrata a época vitoriana, oscilando entre divertido e o triste, pois por vezes deixa-nos um sorriso nos lábios, outras uma ruga na testa. Uma jovem de quinze anos, torna-se criada, de uma mansão rural mas como, contra todas as regras da época, sabe escrever e ler, a patroa pede-lhe para relatar, num diário o seu dia a dia. A partir daqui desenvolve-se uma trama, que tem um desfecho surpreendente.
Uma boa leitura de férias!

4 comentários:

maria teresa disse...

Uma excelente dica para uma leitura leve para se ter em férias! Obrigada!
Abracinho

Leila Reis disse...

hmmm, parece-me muito interessante :)

Custódia C.C. disse...

Vou espreitá-lo na livraria ...

Manuela disse...

Maria Teresa, Leila e Custódia,
bom livro, tanto para a praia como para o campo.
Beijinhos