quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Casas mil


Ao longo da minha vida, já residi em vários locais do nosso país, por questões profissionais ou por motivos familiares, desde a grande cidade, até à aldeia.
O mesmo significa que já passei por uma dúzia de casas diferentes, entre moradias e apartamentos.
Cada uma delas foi importante na minha vida e deixou marcas, umas felizes, outras menos.
Em relação aos apartamentos, o que mais me incomodava eram os barulhos constantes, ora do andar de cima, ora do andar do lado e o desconhecimento, na maioria dos casos, das pessoas que eram os meus vizinhos.
Já em relação às moradias, gosto da sensação de abrir a porta e caminhar a direito, de sacudir o tapete, sem incomodar ninguém.
O caricato de todas estas andanças, é que por vezes necessito de um determinado objecto e não o encontrando, começo a pensar se o tinha na casa da Costa ou seria em Braga, ou em Lisboa? Aconteceu-me ontem, com o descaroçador de maçãs!

10 comentários:

Anira the Cat disse...

Isso também me acontece! Por motivos de estudo e de trabalho, já vivi em Lisboa, Coimbra, Viseu, Castelo Branco e Beja... A grande vantagem é que ficamos a conhecer o país! Mas também me acontece por vezes precisar de algo, e esse algo estar a uns bons kms de distância...

Bjokas

Sofia disse...

Eu vivo numa moradia e adoro. Sempre vivi na aldeia, menos quando estudei fora, e adoro a sensação de estar isolada.
Por não estar habituada, os apartamentos sempre me fizeram confusão... mas reconheço que por vezes até são mais práticos quando ficam pertinho de tudo:)

by "A Invisível" disse...

Também já morei em várias cidades e em certas coisas este post, podia ter sido escrito por mim. Identifiquei-me com ele. Mas agora que vivo numa zona calma, admito gostar mais. Não há nada que "pague" ter paz e respirar ar puro (sendo que moro numa cidade). :)

Beijinho e óptimo dia*

Custódia C.C. disse...

E encontraste o dito ou vais ter que adquirir outro??
Sim... porque nesta altura do Campeonato não dá para voltar atrás à procura dele ... :):):)

Leila Reis disse...

mas é sempre bom conhecer-mos os vários pontos do país, eu cá não conheço quase nada, e tenho pena.
mas sim, antes vivenda do que apartamento.

maria teresa disse...

Sou muito conservadora nesse aspecto mas tenho duas casas uma na cidade e outra no campo/praia. Para evitar esse não saber onde está um desses utensílios sempre precisos, comprava-os em duplicado. Na actualidade como vivo só e mais numa das casas, quando um deles se estraga, substituo pelo irmão gémeo...
Abracinho

MARIA MARIQUITAS disse...

Eu já tive 11....agora o que eu preciso cabe tudo aqui dentro! Mas nunca na vida tive um descaroçador de maças!!!!

Beijinhos!

Manuela disse...

Anira, temos o mesmo percurso de vida, pelos vistos :)

Sofia, eu ainda me estou a adaptar à vida da aldeia ;)

Invisível, juntas o útil ao agradável :)

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Custódia, não encontrei, minha querida. Devo ter deixado por Lisboa :)

Leila, tens de conhecer o nosso país, pois apesar de pequeno, tem uma grande diversidade :)

Maria Teresa, isso é qualidade de vida. Que bom!

Beijinhos, minhas queridas.

Manuela disse...

Maria Mariquitas, já tens um belo número (11) no currículo :)

Beijinhos, minha querida.