quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Uma palavra...


A minha vida não tem sido fácil ultimamente!
Não estou numa fase boa.
Não me sinto eu.
Não consigo ser eu, a que está sempre sorridente, a que avança sempre em primeiro lugar, a que está sempre presente quando os outros necessitam, a que tem sempre uma palavra de alento, a que acha sempre algo de bom, mesmo quando tudo parece negativo.
Estou em roda livre e a conjectura conjuntura social e económica actual, não ajuda ao positivismo que me caracteriza.
Gosto da vida, mas não gosto da minha vida como ela está.
Sinto-me triste, estou triste!
Acho que estou a entrar numa fase depressiva. Serei só eu?
E não gosto de pessoas que me dizem que há vidas piores que a minha. Porque a vida dos outros é sempre menos complicada do que a nossa, verdade? Sempre.
E quando estamos frágeis e sensíveis, basta uma palavra, somente uma palavra, dita em tom mais ríspido, inadequada, para o nó se instalar na garganta, para que os olhos fiquem húmidos.
Hoje aconteceu-me isso. E os outros(as) nem dão pelo mal que nos fazem.
E porque a vida é feita de altos e baixos, fica aqui o desabafo, o testemunho.
Se quiserem desabafar por aqui, sintam-se à vontade.
Eu compreendo.

41 comentários:

Mamã de Peep-Toe disse...

Acho perfeitamente normal.Há alturas na vida,em que tudo parece cair num abismo e qualquer palavra amarga,é como facadas certeiras.Mas coragem Turista.Já deu para perceber que és uma grande mulher!!

Marta FG disse...

Como te percebo. Mas todos na vida passamos por fases boas e outras assim nem tanto. Mas é preciso coragem e alento para continuar a viver o melhor possível.
Beijinho

www.viajarso.blogspot.com

belle du jour disse...

Querida Manuela, a vida dos outros interessa aos outros. O que nos interessa é a nossa e como a queremos viver. Sejamos egoístas nisso. Porque temos todo esse direito e não permitamos que ninguém nos faça por menos. As coisas andam tão complicadas que dizer para viveres um dia de cada vez, talvez seja pedir demais. Tenta descansar, racionalizar, sem nunca perderes a emoção, e não deixes que uma má fase te deixe na sombra incapaz de ver as cores da vida. Um beijo com carinho e ternura

B. Cérise disse...

Querida Manuela, eu pensei que iria conseguir alegrar os seus dias e enviei-lhe um postal há uns dias, e pelos vistos não deve ter chegado ao destino:(
Pois, acho que não é só você, não! Por cá, esse espírito tem andado a ser contrariado, porque a depressão que me atacou (diagnoticada pelo médico e tudo...) não pode levar a melhor. É normal nos sentirmos mais em baixo quando a vida não corre da maneira que esperávamos, vemos os problemas de uma forma mais crua e realmente a conjuntura também não ajuda, mas temos de ser capazes de voltar a olhar para o futuro com uma perspetiva mais risonha, porque a felicidade somos nós que a fazemos, certo?

Muita, muita força, querida Turista e um grande beijinho*

Filó disse...

Esses sentimentos são partilhados por mais gente .... eu inclusive! também por aqui os tempos não têm sido fáceis ...as deceções muitas e os amigos têm desaparecido,deixando que angústia e a solidão se instale... a distância dos que me são mais queridos também não ajuda, obrigando a uma solidão maior...
Mas temos que ter esperança em dias melhores, temos que tentar gerir estes "maus momentos" da melhor forma. Apoiar-nos em quem realmente se importa connosco (já agora Eu estou aqui se precisares... muito não posso fazer mas sou uma boa ouvinte).
Um beijinho grande muita força minha querida!

Verita disse...

Querida Manuela,

Como me custou ver-te assim. De facto és sempre tão bem disposta e alegre, sempre a por os outros para cima...custa-me saber-te assim!!

Mas percebo perfeitamente porque já me senti assim várias vezes, não tal como vem, também vai :) mas é preciso passar por isso, podes contrariar e dar a volta por cima mais depressa, mas não há como fugir quando esse estado se instala em nós...


não te vou dizer que há vidas piores, pelo contrário, vou dizer-te para passares lá no meu cantinho a ver se te animas com as primeiras fotos do Brasil que postei hoje :)
espero que te façam sorrir ok?
um beijo deste lado do oceano, de quem te tem no coração!!!

abspinola disse...

Querida Manuela como te compreendo e como sinto essas palavras bem aqui no fundo, nada é facil, por vezes temos essa ilusão que tudo o que acontece é por acaso e sempre há resposta para todos os problemas e la batemos novamente com a cabeça, e voltamos a estaca zero, acredito que com o tempo e com uma breve pausa de reflexão vais conseguir ultrapassar esta fase menos boa da tua vida e nós estamos aqui a torcer para que aconteça.

Um beijinho enorme e força muita força do fundo do meu coração

Lea disse...

Olá!
Isso são mesmo momentos que por vezes nos "atacam",mas como costumamos andar sempre com um sorriso nos labios, as outras pessoas não percebem e nem entendem que também temos problemas! Eu falo por mim, que estou smepre pronta a apoiar os meus "amigos", sempre que precisam, EU ESTOU LÁ (literalmente), mas quando sou eu que estou em baixo, desvalorizam! Daí o meu, ACREDITO EM MIM! Eu dou a volta por cima, resolvo os meus conflitos e sigo em frente! Acho que vou conseguir sempre...pelo menos enquanto tiver forças :)
Acredita tu também que melhores dias virão e o sorriso voltará a morar nos teus lábios!
Um beijinho grande e MUITA FORÇA!

Karina sem acento disse...

Querida Turista, se ao menos pudesses imaginar como eu te percebo. Nunca me senti tão deprimida como agora, apesar de saber que há coisas que mudam para melhor, e que no meu caso, até poderá ser mesmo isso.
Estou farta de 2012, sinto como se fosse um cão raivoso que não larga a minha perna, mesmo sabendo que há pessoas que estão a passar mal e em situações realmente no limite, o que felizmente não é o meu caso. Mas ando triste, isso ando.

Mas não consigo deixar de pensar que é só uma fase, e que as coisas só têm é de melhorar. Só assim pode ser, para mim e para ti, querida Manuela*

Um beijo enorme e muita, muita força***

Scarlet Red disse...

Querida sócia, tu não me digas que fui eu que te deixei triste com este meu jeito meio estúpido de ser, como canta Maria Betânia! ;)
Vá, ânimo querida!
Beijinhos

catherine disse...

Oh querida Turista, já somos duas...
Infelizmente já estou assim há muito tempo, e não há maneira de voltar a ser eu... :/

marina disse...

Sei muito bem como te sentes...eu tenho andado assim, de tal modo que ha cerca de um mês tive de recorrer ao médico, tais eram os meus ataques de pânico, e as crises de choro...
Tenta animar-te fazendo o que gostas, o que te dá prazer, nem que seja não fazer nada...
Beijinho e vai passar, acredita

Karochinha disse...

Querida Manuela, se bem que existem palavras que magoam, existem outras que aquecem o coração e alma e fazem o mesmo do que um abraço apertadinho, fique com uma grande beijoca repenicada aqui da Karochinha e dos Txugos, bem como de um abraço virtual sincero e muito sentido, porque faz sempre falta, porque sabe sempre bem mesmo que em nada melhore as nossas vidas. Certamente que saberá reconhecer esta como mais uma fase, quando passar, irá sentir-se poderosa, vai ver!!!!!!
Mais beijocas cheias de abraços!

lena disse...

Olá Manuela.
Há momentos assim em que vamos abaixo e não adianta dizerem-nos que há vidas mais complicadas, nos sabemos mas isso não ajuda os nossos problemas no momento. Já passei momentos assim e sei como é complicado. O melhor é falar e desabafar o que vai dentro de nós. Por isso força e nós estamos aqui para ouvir e ajudar. Muitos beijinhos e um abraço grande com muito carinho.

Lilá(s) disse...

Como eu te compreendo...sinto-me com os mesmos sintomas. O tempo também não vai ajudar, foi uma mudança demasiado brusca. Aguardemos dias melhores.
Bjs

Graça Sampaio disse...

Olha, Manelinha, está (quase) todo o país como tu! Eu ando péssima - só me apetecia fugir. Não sei muito bem para onde, porém!

Isto está mau! Mas não nos podemos deixar ir abaixo! Vá: CHEER UP!!!

sandra disse...

Ás vezes quando nos vemos rodeadas de problemas enchemos-nos de força e levamos o barco outras pode ser por menos deixamos-nos ir a baixo ás vezes é um acumular de situações mas tenta pensar que a vida é surpreendente e de uma hora para a outra tudo muda temos de viver o bom que temos e o que esta mal tentarmos mudar de acordo com a nossa pessoa a vida pode ser curta para nos colocarmos no papel secundario da nossa própria vida temes de ter sempre o principal,pensa em ti o que te está a fazer sentir assim,bjinhos

Inês disse...

Vou ser concisa: força de vontade.Principalmente em alturas menos boas.

Nany disse...

Sempre ouvi dizer que pimenta no *** dos outros é refresco, por isso a desculpa que a vida dos outros é muito difícil, e que sicrano e tal é que coitadinho não me convence.
Sim, é verdade confesso que pensando bem, reconheço que existem pessoas em situações piores que a minha, mas também pessoas em situações melhores.
Quando não nos sentimos bem, o que queremos e principalmente precisamos é que valorizem os nossos sentimentos. Caramba, não custa ouvir um bocadinho ou emprestar um ombro.
Tia Turista, esta sua sobrinha, esteve à beira do abismo e só não se mandou em queda livre porque os seus dois filhos não o merecem (ando numa de construir um muro a ver se não caio), por isso, e porque sei que mesmo não podendo resolver o que na sua vida vai de mal, não a quero ver assim. Quero vê-la mais alegre e confiante na vida, nessa que tem altos e baixos, mas acredito ainda valer a pena.
Tenho 2 ouvidos se precisar de um e gosto muito de abraços, por isso, sinta-se à vontade.
bjs grandes e um abraço apertado

menina lamparina disse...

Como compreendo! :/ Abracinho*

Joa disse...

Compreendo, estive numa fase semelhante... força e animo!!

Fashionista disse...

Força! Não é só contigo, não tem sido tempos fáceis!

Su disse...

Querida turista, deve ser do Outono, eu também me sinto assim...
Mas são só fases... Força e beijinhos

O blog da S. disse...

Há alturas assim.

Mas tudo passa com o tempo.

Beijoca

teardrop disse...

Querida Manuela,
Espero que essa fase passe depressa! Daqui mando um abraço bem apertadinho e cheio de energias positivas!
Beijinhos

flor disse...

Sei que não é fácil e não está fácil.Mesmo a pessoa mais bem disposta não consegue ficar indiferente a tantas incertezas. Assumo-me como uma pessoa positiva e optimista mas neste momento, estou desanimada e muito.

Carla disse...

Oh Turista!
Muita força, beijinho :)
(desculpa, mas não sei mais o que dizer...)

Letícia ∞ disse...

Minha querida, todos nós temos momentos assim. Nem sempre é fácil manter o sorriso e tu és humana, tens todo o direito de te sentir triste. De qualquer forma, o que importa é que consigas dar a volta depois. Isso sim, faz toda a diferença :)

Muita força querida,

Beijito* grande

Ana disse...

beijo grande e abraço apertado, vais ver que passa:)

aNaMartins disse...

Obrigada pelo desabafo. è verdade que não podemos andar sempre a comparar a nossa vida à dos outros, porque não é isso que nos deve mover a andar para frente. E quando tudo parece girar ao contrário.. é caso que parece deixar-nos levar pela onda, pela maré e isto um dia irá parar. temos de contrariar a tendência, também ando pouco contente com aquilo que os dias me têm nado, procuro aprender alguma coisa nova ou agarrar a algo novo para me motivar e não tem sido fácil. Mas a única coisa que te podia oferecer era um sorriso e um abraço. Força Manuela. Um beijinho

Green disse...

Um beijinho, força, e vais ver que melhores dias virão :)

Sílvia disse...

Há alturas assim, mas o sol volta a brilhar. Tudo passa.

Um grande beijinho*

Rosa dos Ventos disse...

Para desabafar ainda te deixava pior!
Claro que há sempre vidas piores que a nossa e dos nossos mas a nossa é a nossa!
Toca a animar, nem parece teu!

Abraço solidário

Fernanda disse...

Força Manelinha! É difícil ver o que estão a fazer ao nosso querido país. É difícil encarar a deterioração económica que estão a provocar com medidas irresponsáveis e incompetentes (até eu que não percebo nadinha de teorias económicas, sou capaz de ver a "estupidez" de algumas medidas tomadas por estes "génios"???!!! da economia). Mas, querida Manuela, já temos idade para recordar tempos igualmente difíceis, onde nem manifestarmos-nos podíamos e, mesmo assim, vencemos o atraso, a inércia e a ditadura.Vejo, finalmente, o meu povo a "mexer-se" e isso, eleva-me o ânimo. Ainda há esperança. Coragem!A força de todos há-de derrotar a incompetência de uns poucos!

*C*inderela disse...

Que seja uma fase que passe rápido, rápido. Que a alegria e a esperança voltem depressa.

Força*

Marta disse...

Às momentos da vida em que nos sentimos mais frágeis e estamos mais sensiveis. Mas é só uma fase e espero, mesmo, que esta fase menos boa passe depressa! :)
Conte connosco!
beijinhos

Petra disse...

Grande beijo querida, esta altura é lixada para as depressões, e juntando a conjuntura actual, as previsões para o país.......
um grande beijo, e pensa que enquanto tiveres saúde, tudo é menor.

Maria disse...

Querida Turista, como eu te compreendo, por vezes também me faltam as forças e a alegria de viver, mas busca força naqueles que amas e desabafa sempre por aqui, nós estamos cá também para estes momentos.

bjs e um abraço apertado.

Dear Daisy disse...

Um beijinho no teu coração, minha doce Turista.
Que consigamos ânimo para continuar o nosso caminho!!

Uma boa parte de mim disse...

Aqui te deixo o meu silencioso desabafo... e um abraço, porque uma "Raínha" como tu tens dias dificeis mas não se rende facilmente.

Vamos lá! Há os outros dias. Nestes flutuamos, como a cortiça, à tona. Nos outros decidiremos o rumo da corrente. Acredita! :)))

Abraço forte, Manuela!

carla disse...

Manuela, percebo perfeitamente o desabafo. É normal. É como dizes no post, a vida é feita de altos e baixos e durante os baixos temos todo o direito de nos sentirmos mal. O importante é depois termos a capacidade de nos levantarmos e segirmos em frente, para a parte alta da vida. Tenho a certeza que és forte e que o vais conseguir.

Um beijo cheio de força